• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

A um mês da chegada ao clube, Cuca aguarda reforços para o São Paulo

Esportes

A um mês da chegada ao clube, Cuca aguarda reforços para o São Paulo

A diretoria se reuniu com o treinador para ouvir as principais demandas e está no mercado em busca das opções solicitadas

Foto: Site oficial do São Paulo

O técnico Cuca se apresenta ao São Paulo daqui a um mês e espera que em 15 de abril encontre no CT da Barra Funda a lista dos reforços pedidos. A diretoria se reuniu com o treinador para ouvir as principais demandas e está no mercado em busca das opções solicitadas. A ideia é montar um time veloz e que consiga marcar intensamente o adversário na saída de bola.

Cuca recomendou à diretoria procurar jogadores com quem já trabalhou. Os nomes principais foram seus comandados no Palmeiras, mas se tratam de negociações difíceis. O meia Tchê Tchê, do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, o atacante Keno, do Pyramids, do Egito, e o atacante Róger Guedes, do Shandong Luneng, da China, foram os nomes indicados pelo treinador. Porém, as tratativas não avançaram.

Os clubes donos dos direitos econômicos do trio têm pedido valores elevados para negociar jogadores. Nos casos de Tchê Tchê e Keno, os times não aceitam ceder os atletas por empréstimo. Esses obstáculos têm dificultado o trabalho do diretor de futebol Raí para construir um elenco no estilo pedido por Cuca. A proposta do São Paulo é, além de atender o técnico, conseguir diminuir a folha de pagamento.

A diretoria entende ser necessário rejuvenescer o elenco e tirar jogadores com salários altos. Isso levou o clube a aceitar a negociação com o Botafogo para emprestar o atacante Diego Souza, que ganhava cerca de R$ 600 mil por mês. A motivação econômica também se faz presente no plano de repassar Nenê ao Fluminense. O São Paulo quer em troca o atacante Marquinhos Calazans, outro nome pedido por Cuca.

Enquanto vai ao mercado, o São Paulo conta com mais recursos no caixa. A venda do zagueiro Éder Militão do Porto para o Real Madrid renderá ao clube do Morumbi cerca de R$ 25 milhões.

O trabalho de procura por reforços tem sido liderado por Cuca com reuniões frequentes no CT da Barra Funda. O técnico se apresenta só em abril pois espera se recuperar de um tratamento cardiológico.