• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após ser esfaqueada, Kvitova pegará americana em volta ao tênis em Roland Garros

  • COMPARTILHE
Esportes

Após ser esfaqueada, Kvitova pegará americana em volta ao tênis em Roland Garros

Paris - A checa Petra Kvitova fará o seu retorno às quadras em Roland Garros. Nesta sexta-feira, no sorteio da chave feminina do segundo Grand Slam da temporada, realizado em Paris, ficou definido que a hoje número 16 do mundo abrirá a sua participação no evento francês diante da norte-americana Julia Boserup, a 86ª colocada no ranking da WTA.

Roland Garros será a primeira competição de Kvitova desde que a ex-número 2 do mundo foi esfaqueada por um assaltante que invadiu a sua residência em dezembro de 2016. E no ataque, a checa sofreu lesões nos tendões, além de ter machucado os cinco dedos e dois nervos da mão esquerda.

Recuperada, Kvitova agora tentará reencontrar o bom nível de atuações que a levou a ser campeã em Wimbledon em 2011 e em 2014 - em Paris, a sua melhor campanha foi em 2012, quando avançou até as semifinais. Para repetir essa campanha, a checa terá, muito provavelmente, que superar a alemã Angelique Kerber, a número 1 do mundo, nas oitavas de final.

Kerber, aliás, abrirá a sua participação em Roland Garros diante da russa Ekaterina Makarova, a 40ª colocada no ranking da WTA. Outro confronto complicado para ela pode ocorrer na terceira rodada, diante da italiana Roberta Vinci (33ª). Nas quartas de final, a potencial adversária da alemã é a russa Svetlana Kuznetsova, a número 9 do mundo.

Na semifinal, Kerber poderá ter pela frente a espanhola Garbiñe Muguruza. A número 5 do mundo iniciará a defesa do título contra outra campeã do Grand Slam parisiense, a italiana Francesca Schiavone, que levou o título em 2010 e hoje ocupa a 76ª posição no ranking. Depois, na segunda rodada, pode ter pela frente a estoniana Anett Kontaveit. Nas duas rodadas seguintes, suas rivais poderão ser a casaque Yulia Putintseva e a francesa Kristina Mladenovic.

Nas quartas de final, a atual campeã de Roland Garros poderá se encontrar com a eslovaca Dominika Cibulkova, a número 7 do mundo. A norte-americana Venus Williams (11ª) também é uma potencial oponente da espanhola nesta fase do torneio.

Após conquistar o título do Torneio de Roma, um dos principais eventos de preparação para Roland Garros, diante da romena Simona Halep, a quarta colocada no ranking, a ucraniana Elina Svitolina, a número 6 do mundo, pode repetir esse confronto nas quartas de final do Grand Slam parisiense. Halep vai estrear contra a eslovaca Jana Cepelova (88ª).

O outro provável duelo pelas quartas de final é entre a checa Karolina Pliskova, a terceira colocada no ranking, e a britânica Johanna Konta, a número oito do mundo. Pliskova abrirá a sua participação em Roland Garros contra a chinesa Saisai Zheng (66ª). Já nas oitavas de final, poderá medir forças com a russa Anastasia Pavlyuchenkova (17ª).

O Brasil ainda pode ter uma representante na chave feminina de Roland Garros. Após vencer seus dois primeiros jogos no qualifying, Beatriz Haddad Maia disputará uma vaga no torneio com a suíça Jil Teichmann.