• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Klinsmann admite que time dos EUA precisa de ajustes

Esportes

Klinsmann admite que time dos EUA precisa de ajustes

O técnico Jurgen Klinsmann gostou da vitória contra a Turquia, mas admitiu que a seleção norte-americana precisa de reajustes para a Copa do Mundo

Harrison - Jurgen Klinsmann gostou da vitória deste domingo, quando os Estados Unidos fez 2 a 1 em amistoso contra a Turquia, em Harrison, no Estado da Nova Jersey. Mas também admitiu que a seleção norte-americana precisa de ajustes para a Copa do Mundo. A equipe administrou bem o placar, após fazer um gol no primeiro tempo e ampliar no início do segundo, mas o treinador alemão quer mais.

"No geral, eu acho que fomos bem, foi um jogo aberto. Acho que defensivamente, especialmente após a primeira etapa, nos tivemos que fazer correções no intervalo. Precisamos fechar os espaços de uma forma um pouco melhor e ainda teremos trabalho a fazer pela frente", analisou o técnico alemão, sem se preocupar tanto com os pontos negativos.

"Isso é totalmente normal, faz parte do processo. Estamos confortáveis em todas as posições, temos jogadores de alto nível para que o trabalho seja feito. O grupo está ficando em uma melhor forma física, ainda não chegamos aonde queremos, mas estamos nos empenhando para isso", disse Klinsmann, campeão mundial como titular da seleção alemã em 1990.

O destaque da partida para os Estados Unidos foi o meia Michael Bradley, que deu um lindo passe para Fabian Johnson abrir o placar e puxou contra-ataque do segundo gol, feito por Clint Dempsey. Depois disso, Selcuk Inan descontou para a Turquia de pênalti, já aos 45 do segundo tempo.