• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dunga exalta experiência 'muito proveitosa' da seleção sem Neymar

  • COMPARTILHE
Esportes

Dunga exalta experiência 'muito proveitosa' da seleção sem Neymar

São Paulo - O técnico Dunga considera que a seleção passou no teste de jogar sem Neymar. Pela primeira vez, desde que ele assumiu, o time não contou com o craque. É evidente que o treinador não abre mão dele, mas entende que a equipe encontrou alternativas para suprir a sua falta na vitória deste domingo por 2 a 0 sobre o México, em amistoso realizado em São Paulo.

"Havia a expectativa de como a equipe iria render sem o Neymar, mas (a atuação) foi muito proveitosa", disse Dunga, satisfeito, sobretudo, pela vitória. "Os jogadores estão colocando mais dificuldade na minha cabeça, mas a gente tem opção em caso de lesão, suspensão. Isso é positivo."

Dunga lembrou que a seleção treinou na semana sem Neymar e, com isso, os jogadores se habituaram à ausência do craque. "Sempre é bom contar com o Neymar, mas treinamos sem ele e os jogadores, então, estavam preparados. Foi bom para todos, foi importante para colocar outros jogadores por 90 minutos, com a equipe base."

O treinador também vê outro aspecto positivo relacionado a Neymar. "Receber o nosso capitão como campeão da Champions vai ser muito bom. Ele vai voltar motivado", disse.

Neymar tem apresentação prevista para esta segunda-feira à noite, em Porto Alegre, para onde a seleção viaja após fazer um treino fechado no Pacaembu. Na quarta-feira, realiza o último amistoso antes da Copa América. Enfrenta Honduras, no Beira-Rio.

Dunga reconheceu as dificuldades que a seleção teve contra o México, que jogou desfalcado de vários de seus principais jogadores. "No início, todos os jogadores vinham de encontro à bola e nós não tínhamos profundidade. Depois, posicionamos melhor, começamos a fazer infiltrações na defesa do México e as oportunidades apareceram."

Neste domingo, a seleção obteve a nona vitória sob o comando de Dunga, aproveitamento de 100%. E Dunga demonstrou certo alívio, principalmente pelo fato de o torcedor paulista ter apoiado a equipe.

"O principal é continuar vencendo. Foi a primeira partida em casa depois da Copa, havia grande ansiedade nossa e do torcedor. O torcedor tinha paciência limitada, a cobrança é muito grande, e nós sabíamos que tínhamos de reverter isso dentro de campo. Felizmente isso aconteceu."

ELOGIOS - O treinador gostou especialmente dos jogadores mais jovens, como Fabinho, que entrou no segundo tempo, Fred e Philippe Coutinho, que fez boa partida - Dunga ressaltou que pela primeira vez o jogador do Liverpool pôde atuar por 90 minutos com a equipe principal.

Sobre Fred, Dunga disse que, quando o convocou para o período de treinos no Brasil - ele a princípio não estaria no grupo da Copa América -, já o fez prevendo a possibilidade de ter de cortar Luiz Gustavo. "A gente já sabia a condição do Luiz Gustavo há quatro, cinco meses. E quando chamei o Fred, já pensava na possibilidade de aproveitá-lo."

Fred tem idade olímpica e, para o técnico, vai ganhar experiência. "Mas personalidade ele tem de sobra."