• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após vender cinco, Southampton veta novas negociações

  • COMPARTILHE
Esportes

Após vender cinco, Southampton veta novas negociações

Southampton - O presidente do Southampton, Ralph Krueger, anunciou nesta terça-feira que acabou o saldão de jogadores do clube. Só para os grandes da Inglaterra já foram cinco vendas, que, juntas, passam de 100 milhões de euros. Oitavo colocado na última edição do Campeonato Inglês, o Southampton é quem mais lucrou na pré-temporada.

Krueger vetou especificamente a saída de dois jogadores: o atacante inglês Jay Rodriguez, que completa 25 anos nesta quinta-feira e veio do Burnley, e o volante Morgan Schneiderlin, 24, que disputou a Copa do Mundo pela França. Os dois estavam na mira do Tottenham. "Eles não estão à venda", garantiu o presidente.

Schneiderlin reagiu mal à notícia. "Seis anos de uma incrível jornada no Southampton destruídos em uma hora", postou ele no Twitter, destacando a palavra "destruídos". O jogador, assim, deixa claro que queria seguir para o Tottenham.

Melhor dentre os pequenos na última edição do Campeonato Inglês (terminou em oitavo, atrás dos dois times de Liverpool e Manchester e os três grandes de Londres), o Southampton colocou no mercado jogadores que até um ano eram ilustres desconhecidos.

Só o Liverpool contratou três: o meia inglês Adam Lallana (25 milhões de libras esterlinas), o centroavante Rickie Lambert (4 milhões) e zagueiro croata Dejan Lovren, por quem teria pago 20 milhões de libras, de acordo com a BBC britânica.

O Southampton já havia vendido o lateral-esquerdo Luke Shaw para o Manchester United (27 milhões de libras) e na segunda oficializou a ida de Calum Chambers para o Arsenal (16 milhões). O elenco ainda tem o uruguaio Gaston Ramírez, 23 anos, e o italiano Pablo Osvaldo, de 28.