• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mo Farah vence fácil nos 5 mil metros em Londres e Fraser-Pryce é 3ª nos 100m

Esportes

Mo Farah vence fácil nos 5 mil metros em Londres e Fraser-Pryce é 3ª nos 100m

Londres - Mo Farah foi o grande destaque no segundo dia da etapa de Londres da Diamond League, a última antes da realização dos Jogos do Rio. Neste sábado, ele venceu a disputa dos 5 mil metros com a melhor marca do ano na distância - 12min59s29 -, mostrando que é o homem a ser batido na Olimpíada.

Com autoridade, o campeão olímpico, mundial e europeu dos 5 ml e 10 mil metros mostrou que será um grande desafio para os seus concorrentes acompanhar o seu ritmo no Rio, tanto que foi 15 segundo mais segundos do que o compatriota Andrew Butchart, que marcou 13min14s85, para garantir a segunda posição. O norte-americano Bernard Lagat foi o terceiro, com 13min14s96.

Farah, aos 33 anos, afirmou que nunca se sentiu em melhor forma antes de um grande evento. "Os treinamentos estão indo bem. É mais difícil para defender (os títulos), e a razão para isso é que os outros caras têm quatro anos de preparação para me bater", disse.

Outra grande atração em Londres, a velocista jamaiacana Shelly-Ann Fraser-Pryce foi apenas a terceira colocada, com 11s06. A marfinense Marie Josee Ta Lou surpreendeu ao vencer com 10s96, na primeira vez em que correu abaixo dos 11 segundos. Michelle-Lee Ahye, de Trinidad e Tobago, foi a terceira, com 10s99.

"Foi muito importante para mim vir aqui para fazer estas corridas, apenas para ver onde estou e voltar a treinar", disse a jamaicana, atual bicampeã olímpica do 100m e que tentará se tornar a primeira mulher a ganhar o mesmo evento individual em três Jogos consecutivos.

"Eu estou esperando o impossível acontecer. Psicologicamente, acho que estou em um lugar melhor do que estava há algumas semanas atrás", acrescentou. "Estou muito confiante. Estou confortável onde estou. Eu não estou 100% onde queria estar, mas tenho que usar o tempo para chegar lá".

Já em um resultado bastante previsível na prova feminina dos 200 metros, a holandesa Dafne Schippers venceu com o tempo de 22s13. "Estou confortável em ser apontada como a favorita. Eu nunca estou nervosa, isso é bom para mim", disse a europeia, que ficou à frente de duas norte-americanas no pódio, Tiffany Townsend, com 22s63, e Joanna Atkins, com 22s64.