• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após vaias, Cristóvão reclama de críticas da torcida: 'Está além da conta'

  • COMPARTILHE
Esportes

Após vaias, Cristóvão reclama de críticas da torcida: 'Está além da conta'

Vaiado em tudo o que faz nos jogos do Corinthians, sobretudo no Itaquerão, Cristóvão pediu uma trégua. Diante do Vitória, mesmo com virada por 2 a 1, ele novamente acabou questionado

Cristóvão mandou o recado para quem acha que vai fazê-lo jogar o boné ou perdeu a compostura Foto: Daniel Augusto Jr./Agência

São Paulo - Cristóvão Borges resolveu dar um basta na perseguição que se acha vítima por parte dos torcedores corintianos. Vaiado em tudo o que faz nos jogos do Corinthians, sobretudo no Itaquerão, ele pediu uma trégua. Diante do Vitória, mesmo com virada por 2 a 1, ele novamente acabou questionado, principalmente na substituição de Bruno Henrique.

"O time de 2016 não é o time de 2015 campeão, é o que está sendo refeito. Quando cheguei aqui estavam buscando uma nova equipe, uma maneira de jogar. (As cobranças) Não são por causa do Tite, mas acho que está além da conta, não tem necessidade para isso", afirmou. "Não tem ninguém maravilhoso no campeonato, o Corinthians não tinha esse crédito e está ali faz tempo, acho um pouco pesado as cobranças", observou.

E foi além. "Eu quando sou criticado, e sou bastante, não reclamo, não me faço de pobre coitado, seguro firme. A torcida reage de acordo com o sentimento dela. Mas tenho uma coisa a falar do jogo: o Bruno Henrique foi substituído e todo mundo achou ruim, mas ele estava com cãibra nas duas pernas. Há uma predisposição para ficar criticando qualquer coisa. Estava 2 a 1 e tinha gente perto de mim deixando de ver jogo para ficar falando, não gosto desse tipo de conversa, não sou de fazer queixa e de reclamar. Digo que estou adorando o que estou fazendo, gosto de trabalhar."

De quebra, mandou o recado para quem acha que vai fazê-lo jogar o boné ou perdeu a compostura. "Não me afeta, sou muito concentrado no que quero e posso fazer. E estou muito contente com o potencial que a equipe pode desenvolver", falou. "Tenho de trabalhar bem e meu foco é esse, estou muito contente, muito feliz porque vejo possibilidade de fazer isso. Com toda dificuldade, estamos ali sem dever nada a ninguém. Podemos muito mais e é isso que me move."

Com o resultado na noite de segunda-feira, o Corinthians chegou aos 37 pontos e voltou ao G4 do Campeonato Brasileiro. Na terceira colocação, está somente atrás do líder Palmeiras, que tem 40, e do Atlético Mineiro, com 38.