• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Doriva garante Ponte Preta competitiva e focada na partida contra o Santos

  • COMPARTILHE
Esportes

Doriva garante Ponte Preta competitiva e focada na partida contra o Santos

Campinas - Mesmo com o clima tenso após a derrota da Ponte Preta para o lanterna Vasco, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, na última quarta-feira, o técnico Doriva tentou reanimar seus jogadores para o que chama de "jogo de vida ou morte" contra o Santos, neste domingo, às 11 horas, de novo em casa, válido pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico, porém, garante ter a receita para frear o embalado time santista. "Nós temos que ser um time competitivo e totalmente focado. Temos que marcar bem e aproveitar as chances que aparecerem lá na frente para surpreendê-los", disse Doriva, que mostrou muita tranquilidade apesar da forte pressão que sofreu nos últimos dias, inclusive com a ameaça de perder o emprego.

"É o momento de manter a tranquilidade, serenidade e o foco num adversário forte e bem dirigido, que vive ótimo momento", reforçou Doriva sem temer o futuro. "Não podemos ficar pensando no que vai acontecer no futuro. São circunstâncias naturais por vitória ou derrota", completou.

Tanto que ele aposta na fórmula que funcionou bem no empate sem gols contra o Grêmio, também realizado pela manhã, pela 20.ª rodada, na abertura do returno. Apesar do empate, o time campineiro dominou o jogo, criou muitas chances de gols e poderia ter vencido os reservas gaúchos.

O técnico vai atuar com dois volantes - Fernando Bob e Josimar - e um meia - Bady, que retorna ao time -, além de três atacantes. Quem saiu foi o volante Elton. O experiente Borges, ausente nos últimos dois jogos por contusão, volta ao comando de ataque, tendo Felipe Azevedo do lado direito e Biro Biro do lado esquerdo. A baixa será Diego Oliveira, que recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática.

Toda gordura que a Ponte Preta acumulou nas 10 primeiras rodadas, quando somou 16 pontos, acabou. Isso com a série negativa de sete jogos sem vitória sob o comando do técnico Guto Ferreira e agora com a série de cinco jogos sem vitórias com Doriva, que ainda não venceu no returno.

Foram dois empates e três derrotas. A última inesperada em casa, diante do lanterna Vasco, que revoltou a torcida que protestou com violência na porta dos vestiários. Com 28 pontos, a preocupação, agora, é evitar o rebaixamento, que está mais próximo.