• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Hunter-Reay crava pole no fim e faz Dixon largar em 2º na prova final da Indy

  • COMPARTILHE
Esportes

Hunter-Reay crava pole no fim e faz Dixon largar em 2º na prova final da Indy

O norte-americano Ryan Hunter-Reay, da equipe Andretti, cravou a pole da etapa final desta temporada da Fórmula Indy, neste sábado à noite, em Sonoma, nos Estados Unidos, ao garantir o melhor tempo nos segundos finais do treino classificatório para o grid de largada da corrida deste domingo, marcada para começar às 19h30 (de Brasília).

Com isso, Hunter-Reay deixou em segundo lugar o neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, que até então estava com a primeira posição. O pole position assegurou a ponta com o tempo de 1min17s6277, enquanto o piloto da Nova Zelândia ficou logo atrás ao percorrer a sua melhor volta em 1min17s7599.

Curiosamente, essa também foi a primeira (e última) pole de Hunter-Reay nesta temporada. Ele não larga do topo do grid deste a etapa de Long Beach de 2014. Atual líder do campeonato e principal favorito a conquistar o seu quinto título na Indy, Dixon ganharia um ponto extra importante em caso de conquista da pole neste sábado.

O neozelandês tem 29 pontos de vantagem (598 a 569) sobre o norte-americano Alexander Rossi, vice-líder do campeonato, pela Andretti, e que ficou apenas na sexta posição no treino de classificação. Atual campeão da categoria, Josef Newgarden, também dos EUA, se garantiu na terceira colocação do grid com a sua Penske. E Rossi também foi superado por Marco Andretti (Andretti) e pelo surpreendente calouro Patricio O’Ward (Harding), que obtiveram os respectivos quarto e quinto lugares.

Campeão em 2014, o australiano Will Power, da Penske, foi apenas o sétimo colocado na qualificação para o grid e largará em Sonoma da pior posição que obteve em um treino de classificação em toda esta temporada.

Power e Newgarden estão empatados no terceiro lugar do campeonato, com 511 pontos cada, e ainda têm chances matemáticas de título, pois a etapa de Sonoma pagará o dobro de pontos do que os normais distribuídos nas corridas anteriores. O vencedor ganhará 100 pontos e o segundo colocado somará 80. E essa ordem de pontuação será encerrada com 25º da prova faturando 10 pontos.

Para Newgarden ou Power ficar com o título, eles precisam vencer a corrida e ainda verem Dixon não conseguir um resultado melhor do que uma péssima 23ª posição e Rossi ainda teria de terminar no máximo na 10ª colocação. Ou seja, os dois pilots alimentam apenas chances remotas de ganhar o campeonato. Já Rossi pode ser campeão em diversos cenários diferentes de possibilidades, sendo a mais fácil delas a de vencer a prova e ter Dixon chegando em terceiro ou atrás desta posição.

Entre os brasileiros do grid da Indy, o melhor no treino de classificação deste sábado foi Pietro Fittipaldi, da Dale Coyne, com a 13ª posição. Tony Kanaan, em seu 300º GP consecutivo na categoria, foi o 18º pela Foyt, enquanto Matheus Leist, seu companheiro de equipe, sairá do 23º lugar.