• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Marcelo Oliveira espera que vitória no clássico dê mais confiança ao Fluminense

  • COMPARTILHE
Esportes

Marcelo Oliveira espera que vitória no clássico dê mais confiança ao Fluminense

O semblante do técnico Marcelo Oliveira após a vitória do Fluminense sobre o Botafogo era de satisfação. Ele comemorou muito o triunfo por 1 a 0, no Clássico Vovô, acreditando que isso possa dar mais tranquilidade para buscar seus objetivos no Campeonato Brasileiro. "Nos fortalece e valoriza o trabalho. Temos até algumas dificuldades fora de campo (salários atrasados), mas contamos com um grupo unido e comprometido", explicou.

Com 31 pontos, o time ficou mais distante da zona de rebaixamento do Brasileirão, mas quer evitar que o Fluminense esmoreça. "Estamos numa situação confortável, porém, não podemos acomodar, porque temos ainda muitos jogos importantes pela frente", comentou.

Marcelo elogiou a postura dos laterais Leo e Ayrton Lucas, citando que o gol mais cedo facilitou a atuação. "O futebol hoje é de muita marcação, mas como saímos na frente a gente esperava uma saída maior do Botafogo. Foi o que aconteceu, tanto que tivemos algumas chances nos contra-ataques na base da velocidade", explicou.

Nos vestiários, o jogador mais cumprimentado foi o goleiro Rodolfo, que entrou no intervalo, no lugar de Júlio César, que estava com fortes dores no quadril, e acabou se tornando o herói do clássico. Aos 39 minutos, ele defendeu um pênalti cobrado por Rodrigo Lindoso, garantindo a vitória do Fluminense. O goleiro se emocionou dentro de campo e até chorou, para depois extravasar a alegria fora de campo.

"Quero agradecer a todos que me ajudaram como minha esposa, ao Atlético Paranaense que me ajudou na fase de recuperação e também ao Botafogo que me abriu as portas", comentou. Com 27 anos, Rodolfo admitiu ser dependente químico e ano passado esteve internado, com amparo do Atlético-PR. Este foi seu segundo jogo na temporada. Antes, tinha atuado diante da Cabofriense, pelo Campeonato Carioca.

Ao final do jogo ele teve seu nome gritado pela torcida e se emocionou bastante. "É uma alegria incrível para quem passou por tantos momentos difíceis. Sou dependente químico e vou continuar lutando contra a doença e dando duro aqui no Fluminense", prometeu.

Agora o Fluminense vai ter uma semana de trabalho porque só volta a campo no próximo domingo diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela 25.ª rodada do Brasileirão.