• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Arrepiado com grito da torcida, Kazim nega mágoa após ter sido alvo de críticas

Esportes

Arrepiado com grito da torcida, Kazim nega mágoa após ter sido alvo de críticas

São Paulo - Herói da vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Avaí, na noite deste sábado, no Itaquerão, o atacante Kazim mostrou bom humor e personalidade ao final da partida. Muito criticado por seu estilo de jogo, o turco negou que o gol tenha sido uma resposta aos críticos e disse ter ficado arrepiado com os gritos da torcida alvinegra de "É campeão".

"Eu não trabalho para os críticos. Temos uma torcida apaixonada e não fico nervoso por isso. Jô está incrível este ano, mano. Eu não tenho como reclamar. Eu quero ajudar, mas esse momento não posso perguntar para o Carille o por quê eu não jogo. Quando tenho minha oportunidade, eu ajudo o time e ajudei hoje (sábado). Contra o Atlético-GO, eu joguei bem, mas não fiz o gol. Desta vez, pude ajudar com gol", comemorou o inglês naturalizado turco.

Foi o terceiro gol de Kazim com a camisa do Corinthians. Ele havia marcado contra o Vasco, pela Florida Cup, e Audax, no Campeonato Paulista. Em outros clubes, teve seus momentos de artilheiro, mas acredita que o gol marcado diante do Avaí tenha sido especial para a sua carreira. "Acho que sim (o gol mais importante), mas não ganhamos nada e precisamos focar no Fluminense agora", disse, se referindo ao confronto da próxima quarta-feira, novamente no Itaquerão.

O nome dele é comentado como uma possível moeda de troca do Corinthians para se reforçar visando a próxima temporada. Sobre a possibilidade de deixar o clube, ele se esquivou, entre palavras em português e inglês. "Não sei (se vou ficar), mano. Eu não trabalho na diretoria, pergunta para o Alessandro (Nunes, gerente de futebol). Eu tenho mais um ano de contrato e esse papo é chato", reclamou.