• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Kerry elogia operações paquistanesas, mas diz que ainda há trabalho a ser feito

Geral

Kerry elogia operações paquistanesas, mas diz que ainda há trabalho a ser feito

Islamabad - O secretário de Estado norte-americano John Kerry elogiou nesta terça-feira as operações do Paquistão contra militantes no noroeste do país, dizendo que os resultados são "significativos", mas alertou que mais trabalho precisa ser feito.

O Paquistão lançou uma importante operação na região do Waziristão do Norte em junho. Os Estados Unidos defendiam havia tempos uma ação desse tipo porque a região havia se tornado um centro para grupos militantes que atacam alvos tanto no Paquistão quando no vizinho Afeganistão, uma fonte de tensão entre Estados Unidos, Afeganistão e Paquistão.

As operações em curso "no noroeste prejudicaram as atividades militantes nas áreas tribais e resultaram em importante apreensão de armas", declarou Kerry, durante coletiva de imprensa em Islamabad juntamente com Sartaj Aziz, conselheiro do primeiro-ministro paquistanês sobre Relações Exteriores.

"A operação ainda não está concluída, mas os resultados já são significativos. Soldados paquistaneses e seus comandantes merecem um enorme crédito", disse ele.

"Mas não se enganem. A tarefa é difícil e ainda não está feita. Todos temos a responsabilidade de garantir que estes extremistas não tenham mais capacidade para garantir posições neste país nem em lugar algum", declarou o secretário de Estado.

Kerry também anunciou que US$ 250 milhões serão destinados a esforços emergenciais nas áreas tribais, principalmente no Waziristão do Norte. Centenas de milhares de pessoas fugiram da região por causa dos confrontos.

Ele também elogiou a reabertura, na segunda-feira, da escola em Peshawar, onde homens do Taleban mataram estudantes e professores em 16 de dezembro, num dos piores ataques terroristas do país. O secretário-geral disse que a medida é um testemunho da determinação do povo paquistanês.

Kerry chegou ao Paquistão na segunda-feira, quando reuniu-se com Azzis e com o primeiro-ministro Nawaz Sharif. Posteriormente, ele se encontrou com o chefe do Exército paquistanês, general Raheel Sharif, no quartel-general em Rawalpindi. Ele deve seguir para Genebra, onde se reunirá na quarta-feira com o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammed Javad Zarif, para discutir negociações nucleares que serão retomadas na quinta-feira na cidade suíça. Fonte: Associated Press.