• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bancos destruídos em protesto em Vitória contra aumento do preço da passagem do Transcol

Geral

Bancos destruídos em protesto em Vitória contra aumento do preço da passagem do Transcol

Grupo se concentrou no campus da Ufes, em Goiabeiras, de onde saíram em passeata em direção à Enseada do Suá. Durante a manifestação, algumas agências bancárias foram alvo de vandalismo

Agências bancárias tiveram os vidros quebrados por vândalos durante a manifestação Foto: Reprodução

Manifestantes realizaram um protesto pelas ruas de Vitória, na noite desta quarta-feira (04), contra o aumento do preço da passagem dos ônibus do sistema Transcol. Os novos valores entraram em vigor no último domingo (01).

Durante a manifestação, alguns indivíduos infiltrados, com os rostos cobertos, realizaram atos de vandalismo. De acordo com a Polícia Militar, eles quebraram vidros de agências bancárias localizadas na Reta da Penha e fizeram pichações. A Polícia Militar, que acompanhava o protesto, precisou agir para conter a ação dos vândalos.

De acordo com a PM, os policiais identificaram e prenderam um suspeito de quebrar a vidraça da agência do Sicoob. Ele foi conduzido para uma unidade da Policia Civil.

O grupo começou a se concentrar nas proximidades do Teatro Universitário da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), no campus de Goiabeiras, por volta das 17 horas. Pouco mais de duas horas depois, eles deixaram a Ufes e interditaram a Avenida Fernando Ferrari, no sentido Centro de Vitória.

A intenção deles era seguir até a Assembleia Legislativa, na Enseada do Suá. No entanto, eles decidiram mudar o percurso e seguiram até a Avenida Dante Michelini, na Praia de Camburi. Manifestantes postaram, em redes sociais, que foram impedidos por policiais militares de seguirem até a sede do Legislativo Estadual.

De acordo com a organização, o ato desta quarta-feira foi apenas um "esquenta" para uma sequência de protestos que deverão acontecer nos próximos dias contra o aumento da tarifa de ônibus na Grande Vitória.

Veja como foi o protesto:

17 horas: Manifestantes começam a se concentrar no campus da Ufes, em Goiabeiras, próximo ao Teatro Universitário.

Foto: Allan Cancian

19h10: Manifestantes deixam o campus da Ufes e ocupam as três faixas da Avenida Fernando Ferrari, no sentido Centro de Vitória. Intenção dos manifestantes é seguir até a Assembleia Legislativa. Agentes da Guarda Municipal e a Polícia Militar acompanham o protesto. O trânsito é lento para os motoristas que seguem pela via, segundo a Guarda.

Foto: Allan Cancian

19h20: Com faixas, cartazes e bandeiras e cantando músicas de protesto, os manifestantes seguem pela Ponte da Passagem, em direção à Reta da Penha. À medida que o grupo avança, outras pessoas se juntam à manifestação.

Foto: Ninja ES

19h22: Policiais militares acompanham o protesto. De acordo com a PM, vários indivíduos estão com os ânimos acirrados e fazem uso de bebidas alcoólicas.

19h27: Segundo a Polícia Militar, aumenta o número de pessoas utilizando máscaras durante o protesto

19h33: A Polícia Militar informou que manifestantes mascarados estão pichando os locais por onde passam.

19h45: De acordo com a Polícia Militar, manifestantes mascarados continuam pichando os locais por onde passam e estão soltando rojões. Aproximadamente 200 pessoas participam do ato, segundo a corporação.

19h48: Manifestantes ocupam as três faixas da Avenida Reta da Penha. Agentes da Guarda Municipal desviam o trânsito, logo após a Ponte da Passagem. Em vez de seguirem pela Reta da Penha, os motoristas estão sendo direcionados para a Rua Dona Maria Rosa, que dá acesso a Maruípe.

Foto: TV Vitória

20h08: Alguns indivíduos infiltrados na manifestação iniciam depredação. De acordo com a Polícia Militar, agências do Sicoob e Santander tiveram os vidros quebrados.

Foto: Reprodução

20h19: Segundo a PM, uma agência do Bradesco e uma do Itaú também foram alvo de vândalos e tiveram os vidros quebrados.

Foto: Reprodução

20h22: De acordo com a Guarda Municipal, os manifestantes continuam ocupando a pista do sentido Centro na Reta da Penha. Eles estão na altura do Shopping Boulevard.

20h43: Grupo se encontra nas proximidades do Mc Donald's, na Avenida Saturnino de Brito, na Praia do Canto.

20h50: Segundo a Polícia Militar, o Batalhão de Missões Especiais (BME) está agindo para prender os responsáveis pelas depredações.

20h58: Segundo o videomonitoramento da Guarda Municipal de Vitória, os manifestantes continuam na Avenida Saturnino de Brito, porém seguindo no sentido Ponte de Camburi.

21h20: Manifestantes estão na Avenida Dante Michelini, na orla de Camburi, e começam a se dispersar.

21h31: De acordo com a PM, os policiais identificaram e prenderam um suspeito de quebrar a vidraça da agência do Sicoob. Ele foi conduzido para uma unidade da Policia Civil.

Reajuste

Desde o último domingo, os usuários do sistema Transcol estão tendo que pagar mais pelo valor da passagem. Durante a semana, o preço passou de R$ 2,75 para R$ 3,20 e, aos domingos, o valor da tarifa subiu de R$ 2,45 para R$ 2,80. Já os preços das passagens dos ônibus seletivos atualmente são de R$ 5,40, R$ 5,90 e R$ 6,25. 

O reajuste da tarifa de ônibus na Grande Vitória foi anunciado na última quinta-feira (29), pelo secretário estadual dos Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy Carnelli. Segundo ele, o aumento de 16,3% é cumulativo. "Em 2015 não houve reajuste e em 2016 o aumento foi abaixo do necessário", afirmou Carnelli, durante o anúncio.

O preço foi definido durante uma reunião do Conselho Gestor dos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (CGTRAN/GV), do qual o secretário é presidente. 

Veja o vídeo: