• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Alto teor de ferro deixa água amarela em Guaçuí

Geral

Alto teor de ferro deixa água amarela em Guaçuí

Foram coletadas várias amostras para examinar o motivo dessa coloração

Após o registro de água amarelada em Guaçuí, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) descobriu que a coloração da água não estava sendo provocada por sujeira e sim por um alto teor de ferro proveniente de uma das captações.

Na busca feita pelo SAAE, foi detectado que, na captação da adutora da Luzia – que é a mais antiga, já que a de São Felipe entrou em funcionamento ano passado – a água está apresentando uma cor avermelhada. Por isso, foram coletadas amostras e foi fechada a passagem de água da referida adutora, o que bastou para acabar com a mudança na cor da água. 

“Apesar da água que estava na ETA para distribuição apresentar coloração normal no reservatório, vimos que, conforme adicionado o cloro, começava uma reação que ia amarelando a água, mas isso só se intensificava conforme a água descia pela tubulação que vai para a cidade”, esclareceu o diretor do SAAE de Guaçuí, Ivan Viana. “Quando fechamos a água da adutora da Luzia, isso diminuiu e vai cessar conforme a água for se renovando”, completou.

Conforme explicou o diretor do SAAE, como já havia sido colocado em comunicados anteriores, a água não está chegando com a cor amarela por falta de tratamento ou por estar suja, contaminada. “Em nenhum momento a água chegou amarela por causa de falta de tratamento na estação e nem por estar suja ou com barro”, afirmou. 

Segundo ele, as amostras que foram coletadas na captação da adutora da Luzia foram analisadas e a coloração está diferente por causa da presença de ferro em excesso. “Certificamos também que a presença do ferro não é da tubulação, mas sim pela presença do metal na água que está chegando à adutora da Luzia”, complementou.

De acordo com a análise de potabilidade da água coletada na adutora (ou seja, em seu estado bruto, antes de qualquer tratamento), realizada por um laboratório da cidade, nesta segunda-feira (15), a amostra só está fora dos parâmetros físico-químicos no que diz respeito à presença de ferro. Dentro dos parâmetros normais de potabilidade, a presença de ferro na água deve ficar entre 0 e 0,3 mg/litro, e na amostra foi dectado um índice de 80 mg/litro.

Diante disso, a direção do SAAE de Guaçuí informou que vai procurar a Polícia Militar Ambiental para que seja registrada uma ocorrência e verificado o que está fazendo com que a água chegue com este alto teor de ferro na antiga adutora. “Vamos acionar a Polícia Ambiental, porque precisamos saber por que a água, de uma hora para outra, está chegando dessa maneira na captação”, afirmou Ivan Viana.

Interrupção

A direção do SAAE também divulgou comunicado à população, avisando que o abastecimento de água será interrompido às 18 horas desta segunda-feira e só começará a ser normalizado a partir das 18 horas desta terça-feira. 

“Interrompemos a captação de água da antiga adutora e só estamos captando a de São Felipe, e precisamos interromper o abastecimento, porque vamos eliminar toda a água que está no sistema e nas tubulações, para só depois reiniciar o tratamento e a distribuição de uma nova água, um procedimento que deve durar umas 24 horas para ser realizado”, informou o diretor do SAAE. Lembrando, ainda, que a água que está nas caixas e reservatórios das residências ainda poderá apresentar a cor alterada, o que só vai mudar conforme sua utilização e substituição.