• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Prefeitura de Vila Velha vai analisar fatos ocorridos no Orla Folia 2018

Geral

Prefeitura de Vila Velha vai analisar fatos ocorridos no Orla Folia 2018

O secretário de Prevenção e Combate à Violência de Vila Velha disse que os acontecimentos vão servir para balizar decisões sobre novos eventos

Após a confusão ocorrida no final de um bloco pré-carnaval, que aconteceu na tarde desse domingo (14), na orla da Praia de Itaparica, em Vila Velha, a Prefeitura do município afirmou que vai estudar o caso.

De acordo com o secretário de Prevenção e Combate à Violência de Vila Velha, Coronel Oberacy Emmerich, os acontecimentos do "Orla Folia 2018" vão servir para balizar novas decisões sobre eventos no município. "Temos que estudar esse caso porque houve um problema sério. Ainda bem que não houve vítimas", disse.

O secretário também falou sobre o alerta da Polícia Militar para que evento não fosse realizado. "A PM é uma parceira muito importante que participa e é ouvida. Mesmo que ela contra indique, ela não vai deixar de oferecer a segurança, é importante dizer isso", disse.

O Ministério Público informou que em julho do ano passado, a prefeitura e os moradores firmaram um termo de ajustamento de conduta com os organizadores do evento, mas o descumprimento do termo levou ao ajuizamento de uma ação civil pública que verificou a vioçação do limite de público, a realização do evento em local impróprio e a poluição sonora.

O judiciário, então, mudou o horário do evento, mas os organizadores continuaram divulgando o horário antigo. O MPES pediu o cancelamento do Orla Folia, mas não houve uma sentença. A reportagem da Rede Vitória não onseguiu contato com o organizador do evento. A Justiça também foi procurada, mas não retornaram a demanda.

A festa foi organizada por um proprietário de um dos quiosques localizado na orla. Durante a confusão, prédios foram depredados, houve correria e pânico. A Polícia Militar (PM) teve que usar a cavalaria e tiros de borracha para afastar a multidão. Vários vídeos foram feitos por moradores. A confusão teria começado quando a polícia tentava desobstruir uma das vias.