• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dudley, do Fed, diz que argumento para alta de juros nos EUA está mais atraente

  • COMPARTILHE
Geral

Dudley, do Fed, diz que argumento para alta de juros nos EUA está mais atraente

Nova York - O presidente da filial de Nova York do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), William Dudley, disse nesta terça-feira que o argumento para elevar as taxas de juros ficou mais forte, em entrevista à CNN International.

No entanto, o influente banqueiro central, que é um dos votantes fixos do Comitê Federal para o Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), não quis dizer quando gostaria de aumentar os custos de empréstimos. Dado que o desempenho da economia correspondeu essencialmente ao esperado pelo Fed, "vamos continuar a remover a política monetária acomodatícia", disse Dudley, referindo-se ao aumento das taxas.

"Eu acho que o argumento para o aperto da política monetária tornou-se muito mais atraente" à luz do desempenho atual e esperado da economia, disse Dudley. Quando perguntado sobre a ata da última reunião de política monetária do Fed, que mostrou que muitos dirigentes estão a favor de um aumento "bastante em breve", Dudley disse que "em breve" significa um futuro relativamente próximo.

Os dirigentes do Fed, em sua última reunião de política monetária, em dezembro, projetaram três aumentos de taxa para este ano. Hoje, as taxas estão em uma faixa de 0,50% a 0,75%. Nos últimos dias, vários dirigentes do Fed disseram que aumentar as taxas na próxima reunião, marcada para os dias 14 a 15 de março, é uma possibilidade.

Na entrevista à CNN, Dudley também disse que não espera que o presidente Donald Trump manipule a atuação do Federal Reserve. Afirmou ainda que "não há dúvidas" de que espírito animal dos mercados foi destravado após a eleição do republicano. Fonte: Dow Jones Newswires.