• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Solidariedade e atendimento salvam a vida de bebê em Guarapari

Geral

Solidariedade e atendimento salvam a vida de bebê em Guarapari

A criança foi levada ao HFA - Hospital Francisco de Assis após ser socorrida por uma pessoa desconhecida da família.

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
Foto: Assessoria HFA
Depois do susto, a pequena Emanuelly e os pais respiram aliviados.

Depois do susto que a dona de casa Maria Eduarda de Oliveira Santos, de 19 anos, passou com a filha de um ano e sete meses, na última quinta-feira (07), ela e o marido, o serralheiro Denis Martins Lidório, de 21, levam uma lição que vale para todos. O casal correu para rua em busca de ajuda quando notaram que a pequena Emanuelly de Oliveira Lidório, estava com as mãozinhas rígidas e a boca roxa.

Neste momento, os três encontraram na solidariedade da professora Cleide Baeta a ajuda que precisavam para chegar ao HFA - Hospital Francisco de Assis, em Guarapari. “Só agradeço a Deus por conseguir cumprir a missão que ELE me deu”, lembrou a professora.

"Não pensamos duas vezes e corremos com ela para o meio da rua. Pedimos ajuda e duas pessoas nos ajudaram, uma moça de bicicleta ligou para os Bombeiros, mas logo apareceu outra moça de carro, um verdadeiro anjo, e nos levou até o hospital. Ela ainda esperou a gente entrar e aguardou para saber notícias. Serei eternamente grata", contou Maria Eduarda emocionada.

Emanuelly ficou durante toda a tarde no hospital, em observação, aguardando o resultado dos exames para o diagnóstico – infecção urinária. A mãe destacou como tudo terminou bem. "Agora a minha filha está melhor. Sem o atendimento imediato no hospital, não sei se a minha Manu estaria viva agora. A lição que eu tiro dessa situação é sempre ajudar o próximo. A gente nunca sabe o dia de amanhã".

De acordo com os pais da menina, ela teve muita febre durante a madrugada, anterior e piorou no dia seguinte, quando tudo aconteceu. "Chegamos correndo e o atendimento foi imediato, todos se mobilizaram para ajudar a nossa filha. A equipe muito atenciosa em todo momento o que nos deixou mais tranquilos e que tudo ficaria bem", relatou o pai.