• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Artistas ocupam Secretaria de Cultura do Estado e divulgam lista de reivindicações

Geral

Artistas ocupam Secretaria de Cultura do Estado e divulgam lista de reivindicações

Os manifestantes alegam que o Governo do Estado não tem como prioridade a Cultura e que vão continuar protestando. Ocupação começou na última segunda-feira

 O movimento é chamado de #OcupeSecult  Foto: Fórum Livre da Cultura Capixaba

Um grupo de cerca de 20 artistas ocupa desde a manhã da última segunda-feira (28) a Secretaria de Estado da Cultura (Secult), localizada na Enseada do Suá, em Vitória.

A ocupação faz parte de um protesto para que o Governo do Estado se reúna com o Conselho Estadual de Cultura (CEC) para dialogar sobre políticas públicas para a categoria. 

Na última quinta-feira (23) o secretário de Cultura, João Gualberto, se reuniu com os artistas. Houve tumulto após o aviso de que, neste ano, grande parte da verba destinada aos Editais Funcultura 2015 será proveniente da iniciativa privada. 

Insatisfeitos, artistas se articularam e iniciaram o movimento denominado “Ocupe Secult-ES”. Os manifestantes alegam que o Governo do Estado do Espírito Santo não tem como prioridade a Cultura e que vão continuar protestando.

De acordo com Gualberto, o maior impasse entre os manifestantes acontecer por causa da divisão do orçamento. “ Tivemos um reajuste por conta do ajuste fiscal do Estado. O Instituto Sincades, que faz parte da iniciativa privada, doou uma quantia para a Secult. O orçamento e essa doação dão juntos pouco mais de R$ 7 milhões. Essa soma precisa ser dividida igualmente entre a classe artística e aos artistas de bairros carentes, que são os editais transversais. Esse é o problema. A Classe artística não concordo com essa divisão”, afirmou. 

O secretário se defende das acusações de que teria agredido verbalmente uma das integrantes do colegiado. “ Disseram que falei palavrão. Isso é uma mentira. Recebi, fui educado e sempre tive boa vontade”, disse.

Para ele, a presença dos ocupantes na sede da Secult não cria um clima de tensão. “ Não me incomoda. Estão exercendo a democracia. Estão no local com cartazes. O clima não é fora de ordem”, explicou. 

Veja as reivindicações dos artistas:

 Contra a diminuição do recurso destinado aos Editais da Cultura, requeremos, no mínimo, a manutenção da quantia investida em 2014 (8,5 milhões);

 Garantia de que o recurso do FUNCULTURA seja originário do Tesouro do Governo do Estado do Espírito Santo;

 Políticas Públicas reais para Cultura, não apenas editais;

 Implementação do Instituto de Patrimônio do Espírito Santo;

 Reformulação do CEC, criação de novas câmaras, separação da câmara de Artes Cênicas em Dança, Teatro, Circo, Ópera; implementação da Câmara de Juventudes em Redes;

 Abertura de diálogo a respeito do orçamento completo da SECULT e sua aplicabilidade - Se possível, mês a mês nas reuniões do CEC e por meio de infográficos online;

Desvinculação do Instituto Sincades da Política Pública de Cultura do Estado do Espírito Santo;

Prestação pública de contas do Instituto Sincades;

Transparência nos processos dos editais, garantindo acompanhamento e fiscalização dos mesmos - informações públicas!

 Publicação imediata da portaria de criação da Comissão Cultural de Análise de Portos, aprovado por unanimidade dentro CEC;

Fomento de atividades e ocupações em espaços públicos;

 Funcionamento da Conferência Estadual de Cultura e ativação do Fórum Estadual de Cultura.

Programação
Dia 29/04, às 9h: Reunião geral de artistas e cidadãos - Local: Em frente ao Cineclube Metrópolis na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) - Goiabeiras - Vitória;

Dia 04/05, às 14h: Reunião Extraordinária do Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo - Local: Teatro Carlos Gomes, Centro - Vitória;

Dia 05/05, às 9h: Reunião com a comissão de cultura da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Enseada do Suá - Vitória.