• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Moradores protestam contra ordem de desocupação de terreno em Vila Velha

Geral

Moradores protestam contra ordem de desocupação de terreno em Vila Velha

Um grupo de moradores interditou uma das ruas do bairro Vista Linda na manhã desta terça-feira (06), região da Grande Terra Vermelha, Vila Velha, em protesto contra uma ordem judicial para a desocupação de um terreno particular.

De acordo com o líder da manifestação, Antônio Jose de Mello, o terreno foi loteado e ocupado por cerca de 600 famílias, que chegaram a erguer algumas casas. “Quando souberam que a região iria valorizar um pouco mais, estão querendo tirar a gente daqui”, disse.

Uma das moradoras do terreno conta que não tem para onde ir. “Eu não tenho onde morar, eu tenho uma filha especial, estou na rua praticamente. Tem muita gente morando aqui, gente que veio depois da enchente”, afirma Lenilda Pereira da Silva.
 
Policiais do Batalhão de Missões Especiais (BME) foram acionados para garantir a segurança e fazer com que o mandado judicial fosse cumprido. 

De acordo com o advogado Roberto Ailton, a ordem de desocupação tem algumas falhas. “É uma ordem judicial, com a fundamentação específica no Código de Processo Civil, com um desrespeito a uma série de outras leis que tratam dos direitos dessas pessoas. São cidadãos brasileiros que estão sendo desrespeitados nesse ato”, explica.

Prefeitura envia equipe da assistência social

Segundo a secretária de Assistência Social da Prefeitura de Vila Velha, Giovana Buaiz, a prefeitura foi notificada no fim da tarde de desta segunda-feira (05) sobre a retirada das famílias do local por iniciativa do proprietário do imóvel. 

Segundo a secretária, apesar de se tratar de um imóvel particular e que não possui vínculos com a Prefeitura de Vila Velha, uma equipe da assistência social foi enviada ao local na manhã desta terça-feira (06) para auxiliar as famílias. Foi constatado que a maioria dos moradores desalojados já possui moradia. Agora, será verificado se a situação está sendo motivada por questões políticas.