• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assad saúda apoio da Rússia na guerra contra rebeldes

  • COMPARTILHE
Geral

Assad saúda apoio da Rússia na guerra contra rebeldes

Damasco - O presidente da Síria, Bashar Assad, saudou a decisão da Rússia de enviar tropas para o seu país, dizendo que o apoio militar de Moscou é resultado de uma requisição de Damasco.

A declaração ocorreu ao mesmo tempo que aviões miliares russos realizaram ataques na Síria pela primeira vez. Um oficial da defesa dos EUA disse à Associated Press que os ataques aéreos foram realizados próximo de Homs - província da Síria que faz divisa com o Líbano, a Jordânia e o Iraque.

Parlamentares da Rússia votaram unanimemente na manhã desta quarta-feira uma autorização para o presidente Putin enviar tropas à Síria. O Kremlin, no entanto, procurou minimizar a decisão, dizendo que vai apenas usar força aérea no país do Oriente Médio e não vai enviar forças terrestres.

De acordo com um comunicado do gabinete de Assad, o líder sírio enviou uma carta para o seu homólogo russo, pedindo ajuda na luta contra os rebeldes.

A Rússia tem sido um dos maiores aliados de Assad desde que a crise síria começou, em março de 2011. A guerra civil matou mais de 250 mil pessoas e feriu um milhão, de acordo com dados da ONU.

Internamente, ativistas sírios disseram que os ataques aéreos à província de Homs e Hama mataram e feriram dezenas de pessoas nesta quarta-feira.

Um grupo ativista conhecido como Comitê de Coordenação Local alegou que os aviões que realizaram os ataques aéreos eram russos. Porta-vozes da organização disseram que as explosões eram muito mais poderosas que as realizadas por aviões de guerra do governo. Fonte: Associated Press.