• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após sofrer AVC, argentino de 70 anos vive abandonado dentro de casa em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Geral

Após sofrer AVC, argentino de 70 anos vive abandonado dentro de casa em Vila Velha

Vizinhos do argentino, que não tem parentes no Brasil, se unem para cuidar do idoso que vive em condições precárias dentro de casa no bairro Soteco

Andrei Alberto Yranda não movimenta os braços e as pernas Foto: Leitor | WhatsApp Folha Vitória

Um argentino de 70 anos está abandonado dentro de uma casa no bairro Soteco, em Vila Velha. Andrei Alberto Yranda sofreu um AVC em agosto e, desde então não movimenta os braços e nem as pernas.

De acordo com Jean Carlos da Silva, que é vizinho de Andrei, o idoso, apesar de ter 70 anos, trabalhava como vendedor ambulante. Ele era uma pessoa ativa e mora de aluguel sozinho no bairro.

“Ele mudou para cá e trabalhava vendendo picolés. Sempre pagou o aluguel direitinho, saía cedo para trabalhar e trabalhou até o mês de agosto, quando sofreu um AVC e não conseguiu mais se movimentar. Ele está completamente abandonado e a casa dele está em estado deplorável. Ele não tem parentes para cuidar dele”, contou.

Jean Carlos disse ainda que o argentino não consegue se alimentar e conta com a solidariedade dos vizinhos para receber um pouco de cuidado e atenção.

“A gente se une e se reveza para dar banho nele, alimentá-lo, damos comida na boca porque ele não mexe os braços. É uma situação que comove e aperta o coração da gente. Nós ajudamos como podemos, mas temos as nossas obrigações também e a casa dele está de um jeito que nem um animal poderia viver lá”, afirmou.

A casa está suja e sem condições de ser habitada Foto: Leitor | WhatsApp Folha Vitória

Além de ajudar Andres, os vizinhos procuraram ajuda na prefeitura de Vila Velha. O sentimento de solidariedade e compaixão se mistura com a revolta de não ter um posicionamento do município.

“Já perdemos as contas de quantas vezes ligamos para a prefeitura para informar o caso dele. Sempre ouvimos a mesma resposta de que o caso será encaminhado para a equipe responsável, só que esta equipe nunca aparece e a situação só piora. Ele pode morrer dentro de casa sozinho”, desabafou Jean Carlos. 

Por meio de nota, a prefeitura de Vila Velha informou que tomou conhecimento do caso há uma semana e, desde então, as equipes de assistência social estão em visitas constantes ao senhor Andres Alberto Yranda. 

Por nota, o município informou, ainda, que foi feito o levantamento da situação do idoso e está sendo providenciado o acolhimento no Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso Acamado (PADI), para que ele receba os cuidados de saúde adequados. A prefeitura também está providenciando o encaminhamento do idoso ao abrigo.