• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Juliana Paes celebra 15 anos de carreira com nova personagem poderosa: - Sinto-me vitoriosa e confiante

Geral

Juliana Paes celebra 15 anos de carreira com nova personagem poderosa: - Sinto-me vitoriosa e confiante

-

Completando 15 anos de carreira, a atriz Juliana Paes parece que nem viu o tempo passar. Em entrevista ao jornal Extra, Juliana não parece ver problemas em conciliar sua vida profissional com a pessoal:

- Às vezes não sei precisar quando estou trabalhando ou fazendo algo para mim por prazer. Não sei onde começa e onde termina a obrigação.

Ela é mãe de dois meninos, Antônio, de dois anos, e Pedro, de quatro anos, mas para manter a vida organizada, conta que reserva um tempo em família.

- Meu mais velho já entende o que eu faço. Na época de Meu Pedacinho de Chão, ele me via colocando peruca para entrar em cena e vibrava nas gravações. Lembro de um dia em que ele foi ao cenário e a babá ficou segurando sua boquinha porque ele queria gritar enquanto me via encenar (risos). A gente tem um momento banho-família que é sagrado. Também priorizo colocá-los para dormir todos os dias. Saio sempre correndo das gravações.

Nesta segunda-feira, dia 9, a atriz estreia sua personagem Carolina, em Totalmente Demais, uma poderosa diretora linha-dura de uma revista:

- Ela é uma mulher autocentrada, focada e de poucos amigos. Teve que conquistar tudo sozinha e criou essa personalidade para lidar com a correria, brigando com quem aparece pela frente. Eu não. Gosto de ser cordial e sou de agradar mesmo. Acredito no poder do sorriso. Ele quebra gelo, abre portas... Ela vive um drama moderno. Essa coisa de estar pronta profissionalmente sem ter encontrado alguém para construir uma família é algo que pode criar identificação em muitas mulheres. Elas estão com tudo no lugar: são lindas, bem colocadas na carreira, mas se perguntam: cadê o companheiro?

Em relação a carreira, Juliana Paes se orgulha de sua trajetória:

- Diferentemente de muitos atores, eu cheguei ali sem ter passado por oficinas de interpretação: não tinha estofo, não tinha vocabulário. Por não conhecer, levava várias broncas do diretor e aprendi errando muito. Conquistei credibilidade, sim. Não é de uma hora para a outra que as pessoas entendem que você é séria e tem profissionalismo. Hoje, para mim, esse reconhecimento é um troféu. Da mesma maneira, eu percebo que uma família estruturada também é um código social forte que tem representatividade. Não adianta você falar que é uma pessoa superfamília e não agir assim.

E completar 15 anos com uma personagem de peso na novela das sete, a atriz não tem do que reclamar e se sente capaz do seu trabalho:

- Mulheres exuberantes não costumam ser lembradas para papéis poderosos. É como se a característica não pudesse estar associada a uma mensagem de firmeza. Superando isso, eu me sinto conquistando algo além. Foi concedida a mim, uma mulher bonita, extremamente feminina, a chance de fazer uma personagem mais fria e manipuladora. Sinto-me vitoriosa e confiante. Se isso acontece, é porque eu posso tudo.