• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Aposentada conta drama após ficar cerca de 6 horas como refém dentro de casa em Cariacica

  • COMPARTILHE
Polícia

Aposentada conta drama após ficar cerca de 6 horas como refém dentro de casa em Cariacica

Os criminosos assaltaram uma padaria da região antes de entrarem na casa

A aposentada teve arma apontada na cabeça

Um dia depois de ser mantida refém por quase 6 horas, dentro da própria casa, a aposentada Maria de Lourdes, de 70 anos, contou como foi passar esses momentos na mão de criminosos. Mais calma, ela disse que ainda estava na cama, deitada, quando foi surpreendida pelos assaltantes.

“Ele colocou o revólver na minha cabeça e pediu para eu ficar quietinha. Eu fiquei quieta, não fiz nada, também não falei nada com eles”, contou a idosa.

Ela disse que em momento algum os suspeitos agiram com violência. “Tudo o que eu queria, eu falava e eles pegavam ou iam comigo. Tomei meu remédio, pois não posso passar dos horários por causa da diabetes. Tomei a insulina e depois tomei café’, disse a aposentada.

Mesmo sob a mira de uma arma, ela disse que manteve a calma e não teve medo de ser morta pelos criminosos. “Não tive medo, pois eles não me agrediram hora nenhuma. Hora nenhuma falaram em me matar”, lembrou a vítima.

Ela estava deitada quando foi rendida

A casa da aposentada foi invadida por dois criminosos que assaltaram a padaria do neto dela. Moradores e comerciantes reclamam da falta segurança no local. Quem já foi vítima dos criminosos tenta manter a rotina, apesar do medo e da insegurança. “Sair daqui a gente não vai sair. Espero que nunca mais aconteça”, destacou Maria de Lourdes.

Os suspeitos de assaltar a padaria e fazerem refém a idosa de 70 anos, são Regian Marcos Gomes, de 20 anos, e Rudinei de Oliveira Freitas, de 33 anos. Com eles a polícia apreendeu uma pistola sem munições.

Após quase 6 horas de negociações com a polícia, os criminosos decidiram se entregar e soltar Maria de Lourdes. Rudinei já cumpriu pena por roubo, furto e estupro entre os anos de 2008 e 2016, mas foi solto por decisão da Justiça. Regian já foi acusado pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores em 2016, mas também foi solto pela Justiça.