• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Guerra do tráfico: após toque de recolher, clima ainda é de medo em bairros de Cariacica

Polícia

Guerra do tráfico: após toque de recolher, clima ainda é de medo em bairros de Cariacica

Nesta quinta-feira, algumas escolas e comércios dos bairros já começaram abriram as portas

Foto: Reprodução

Um toque de recolher, supostamente determinado por criminosos, em Cariacica, deixou cerca de 2 mil alunos sem aulas na quarta-feira (13). Além das escolas, alguns comércios ficaram de portas fechadas e o Centro de Referência em Assistência Social ( Cras) também precisou ter o atendimento interrompido. Para os moradores, essa ação seria uma guerra do tráfico, que acontece entre criminosos da região.

Segundo eles, logo no começo da manhã de quarta-feira (13), bandidos armados, pilotando uma motocicleta, passaram pelas ruas do bairro, determinando que o comércio fechasse as portas. Para eles, toda a ação tem relação com um homicídio registrado na noite da última terça-feira (13).

Na ocasião, Daniel dos Santos Oliare, de 17 anos, e outro adolescente de 16, foram baleados durante uma briga de traficantes. Daniel foi encontrado morto próximo de uma vala no dia seguinte. Já o amigo, foi socorrido e encaminhado para um hospital da região.

Policias que estão fazendo o patrulhamento no bairro afirmaram que não existe uma data de encerramento de rondas. Segundo a polícia, um suspeito detido na manhã desta quinta-feira (14), confirmou na Delegacia de Cariacica, que o toque de recolher tem haver com o assassinato de um colega. 

Comércio fechado

Na quarta-feira (13), o maior supermercado de Rio Marinho precisou ser fechado no meio do expediente, logo após dois homens de moto passarem atirando pelas ruas. Com medo, funcionários foram liberados. O supermercado voltou a funcionar na manhã desta quinta-feira (14) e alguns comércios estão voltando aos poucos na região. 

Cras fechado em Rio Marinho

O Centro de Referência em Assistência Social ( Cras) de Rio Marinho, também precisou ser fechado, por volta das 10 horas da manhã. Moradores de cinco bairros que precisam de atendimento, ficaram sem acesso ao serviços públicos oferecidos no local. A prefeitura de Cariacica informou que pretende retomar o funcionamento ainda nesta quinta-feira.

Cinco escolas municipais de Cariacica sem aulas

Escolas municipais de cinco bairros de Cariacica suspenderam as aulas na quarta-feira (13). Em Jardim botânico, a EMEF Maria Augusta Tavares só funcionou no período da manhã. Cerca de 320 alunos foram afetados e ficaram sem estudo. Em Rio Marinho, a EMEF São Jorge também só funcionou na parte da manhã e 700 alunos tiveram as aulas suspensas. 

Em Jardim de Alah, o CMEI Abílio Luiz Fagundes suspendeu as atividades da tarde e 400 alunos ficaram sem aulas. No bairro Campo Belo 1, a EMEF Eurides Gabirel não abriu os portões. Na ocasião, 550 estudantes foram afetados. A prefeitura não informou se as unidades vão reabrir nesta quinta-feira (14).

Prisão de suspeito

De acordo com a polícia, horas depois do fechamento do comércio e escolas em Rio Marinho, Edson dos Anjos Andrade, 21 anos, foi preso. O rapaz é suspeito de estar entre os bandidos que deram a ordem.

 Ainda com a PM, depois do ataque, Edson foi para Bela Vista, onde roubou um carro. Ele acabou preso após entrar em um beco sem saída. O suspeito saiu pela janela e fugiu a pé, mas foi localizado no bairro Castelo Branco, em Cariacica. No momento da prisão, ele foi detido com uma arma falsa.

Ao se apresentar para a polícia, o suspeito informou o nome do irmão. Ele tentou fugir enquanto recebia atendimento médico. Ele contou que saiu da prisão há cerca de duas semanas e que acumula passagens por roubo desde os doze anos de idade. 

* Com informações de Suellen Araújo e Camila Ferreira, da TV Vitória / Record .TV.