• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bailes funk clandestinos promovem insegurança e medo em bairros da Serra

Polícia

Bailes funk clandestinos promovem insegurança e medo em bairros da Serra

Neste fim de semana, duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas dentro ou próximo a bailes funk clandestinos na Grande Vitória

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em bailes funk calndestinos neste fim de semana Foto: TV Vitória

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas dentro ou próximo a bailes funk clandestinos na Grande Vitória nesse final de semana. Em Jacaraípe, na Serra, a festa começou cedo e ao ar livre, na beira da praia mesmo.

De acordo com moradores e comerciantes da região, o que é diversão para uns, vira ameaça para outros. Quando o baile começa, à tarde na praia termina para os banhistas.

“A gente frequenta a praia, mas é muita droga, muito sexo e não compensa a pessoa ficar na praia para assistir. Quando começa o movimento a gente vai embora”, afirmou uma moradora que pediu para não ser identificada.

No domingo (11), em um local da orla de Jacaraípe aconteceu um baile chamado PVT e dois rapazes, sendo um de 16 e outro de 18 anos ficaram feridos após um confronto entre os frequentadores da festa e a polícia militar.

Os militares foram acionados após receberem denúncias de que algumas pessoas estavam dando tiros para o alto. Os moradores do bairro afirmam que, quando não são os tiros, é o som muito alto que incomoda e que dormir ao som de funk e bagunça já está virando rotina em Jacaraípe.

“Eles juntam muitos carros de som e o barulho é infernal. É muita bagunça e muito barulho que incomoda e para quem mora aqui é bem complicado”, afirmou uma moradora de 95 anos.

A Prefeitura da Serra informou que as festas que acontecem na orla são clandestinas e sem autorização do órgão. Mas, mesmo assim, no sábado (10), no bairro Vila Nova de Colares, também na Serra, aconteceu outro baile funk e um homem de 25 anos foi morto a tiros ao lado da festa.

De acordo com informações de moradores, a vítima tinha chegado ao bairro há 15 dias e tinha problemas com traficantes na região. O cerimonial onde aconteceu o baile funk não tinha alvará para a realização da festa.