• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Moradores denunciam agressão de PMS a empresário detido por embriaguez após acidente em VV

Polícia

Moradores denunciam agressão de PMS a empresário detido por embriaguez após acidente em VV

Segundo testemunhas, a acidente aconteceu em um cruzamento do bairro Nova América. A viatura seguia no sentido Vila Velha e o carro do empresário seguia no sentido contrário

A frente do carro do empresário ficou destruída após o acidente Foto: TV Vitória

Um empresário de 55 anos foi parar na delegacia após se envolver em um acidente com uma viatura da Polícia Militar na noite da última quinta-feira (09), em Vila Velha. O motorista, que apresentava sinais de embriaguez, teria sido agredido por policiais.

Segundo testemunhas, a acidente aconteceu em um cruzamento na avenida Valério Cozer, no bairro Nova América. A viatura seguia no sentido Vila Velha e o carro do empresário seguia no sentido contrário. Ao fazer uma curva, o motorista acabou atingindo o carro da polícia, que foi arremessada contra um poste. A policial que conduzia o veículo acabou ferida no rosto.

No carro do empresário os militares encontraram três garrafas vazias de cerveja e uma garrafa vazia com odor de bebida destilada.

Segundo o relato de um morador que tentou filmar a confusão, o empresário foi alvo de agressões por parte dos policiais. “O senhor se envolveu no acidente com a viatura, não reagiu, nem fez nada, e os policiais ficaram reagindo, agredindo ele, enforcaram o senhor, deram uma rasteira nele. O senhor disse que sabia que estava errado, que queria conversar. Um policial, praticamente, foi o que mais agrediu, mas todos participaram da agressão. Minha família não queria que eu filmasse, mas eu achei isso errado, a forma como os policias estavam agindo com o senhor, ele não teve como reagir. Jogaram ele no muro, colocaram o cotovelo na garganta dele”, relata.

Outro morador conta que todos que estavam no local pediram aos policiais que fossem menos agressivos. “Eu ouvia algumas pessoas pedindo menos agressividade, pediam que o policial parasse com aquilo. O homem queria se explicar, mas eu vi que ele não conseguia”, disse.

Procurado pela reportagem da TV Vitória, o empresário disse apenas que tudo aconteceu quando ele saiu do trabalho e seguia para casa. Após o acidente, ele foi encaminhado para a delegacia e foi submetido ao teste do bafômetro, que indicou 0,32 miligramas de álcool por litro de ar expelido - o limite é de 0,3 mg. 

Mesmo com a comprovação de que o motorista havia ingerido bebida alcoólica antes do acidente, moradores acham que nada justifica o comportamento dos policiais. “Eles gritavam muito, estavam completamente desequilibrados, eram dois policiais desequilibrados”, disse.

Outra mulher, que viu toda a confusão, espera que alguma coisa seja feita com os policiais. “Eu espero que as autoridades tomem alguma providência, inclusive com esse policial”, afirma.

O empresário foi autuado por lesão corporal na direção de veículo, pagou uma fiança de R$ 1 mil e foi liberado.

Resposta da Polícia Militar

Em nota, a Polícia Militar informou que policiais do Grupo de Apoio Operacional (GAO) realizavam patrulhamento preventivo pelo bairro Nova América, em Vila Velha, quando um carro de passeio invadiu a contramão e colidiu de frente com a viatura, que bateu em um poste.

Ainda de acordo com a nota, o condutor do veículo estava embriagado e tentou fugir do local e apresentava agressividade. O motorista foi socorrido ao hospital Antônio Bezerra de Faria e, quando liberado, foi encaminhado à 2ª Delegacia Regional de Vila Velha, onde foi realizado o teste do bafômetro.
Dentro do veículo foram encontradas três garrafas de cerveja vazias e uma garrafa de cachaça. Uma policial militar que estava dentro da viatura foi socorrida ao hospital São Lucas. Ela teve um dente e o anti-braço esquerdo quebrados e levou nove pontos no rosto. 

Segundo a Polícia Militar, se alguém se sentiu prejudicado com o comportamento de algum militar durante a ocorrência, pode procurar a Corregedoria da PM.

Policial nega

Em entrevista ao Balanço Geral, da TV Vitória/Record, na tarde desta sexta-feira, um dos policiais que participaram da ação em que moradores denunciaram uma suposta agressão contra um homem que foi abordado, o Aspirante Eler, disse que em nenhum momento houve abuso de autoridade.

"Nossa preocupação inicial era o socorro, inclusive do suspeito. A gente pediu que ele sentasse no meio fio próximo à viatura, mas no momento que colocamos ele no meio fio, ele tentou entrar no veículo para se evadir, então, por isso nós prendemos o indivíduo. Usamos a força sim, por ele ser um homem grande, mas após ele ter sido preso, não houve nenhum contato", afirma.