• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem reage a assalto e é assassinado na frente das filhas na Serra

Polícia

Homem reage a assalto e é assassinado na frente das filhas na Serra

O rapaz foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento. Alecsandro não resistiu aos ferimentos e morreu durante a noite

Alecsandro morreu durante a noite Foto: TV Vitória

Um representante comercial reagiu a um assalto na noite da última segunda-feira (27) e acabou assassinado na frente das filhas e da esposa, na Serra.

O crime aconteceu logo depois da vítima estacionar o carro e ser rendido em frente a uma churrascaria no Bairro de Fátima. Alecsandro Jose da Silva e a família iriam comemorar o aniversário de uma das filhas. O crime aconteceu por volta das 20h40.

O suspeito usou uma arma para anunciar o assalto e a vítima acabou reagindo e baleado em seguida. 

O rapaz foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento. Alecsandro não resistiu aos ferimentos e morreu durante a noite. 

A esposa dele, que o acompanhou durante o socorro, se lembra do momento em que tudo aconteceu. “Eu saí do carro e quando eu olhei o bandido já estava com a arma na cabeça dele pedindo a chave. Mas infelizmente ele reagiu, mas não pelo carro, mas sim pelas meninas que estavam no carro. Ele era um bom pai, um bom marido”. 

A Polícia Civil teve acesso às imagens filmadas por uma câmera de videomonitoramento. Os vídeos gravados serão cruciais para as investigações. A principal hipótese é de que o representante comercial tenha sido vítima de latrocínio. 

Um dos suspeitos, que é menor, já foi detido e um segundo já foi identificado pela polícia. O delegado Rodrigo Sandi More, responsável pelo caso, disse que um dos rapazes que participou do crime confessou o assassinato. "O adolescente foi apreendido e confessou o crime. O carro já havia sido encomendado no valor de R$ 5 mil". 

O delegado disse que o rapaz apreendido tem 16 anos e é de boa família. Segundo a polícia, o avô do jovem tem uma empresa e mora em um bom condomínio na Serra e a família já não sabe o que fazer com o menino. "O fato que chama atenção é que ele tem de tudo. A mãe dele estava desesperada e disse que já conversou e já fez de tudo, mas ele abandonou tudo. O avô dá tudo o que ele quer, mas infelizmente ele foi para esse lado e tem várias passagens por porte ilegal, tráfico e roubo". 

O crime será investigado pela Delegacia Patrimonial.