• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Lula ressalta governo do PT para dizer que boliviano será tratado como brasileiro

  • COMPARTILHE
Política

Lula ressalta governo do PT para dizer que boliviano será tratado como brasileiro

São Paulo - Em rápido discurso neste sábado, 24, durante a III Feira da Alasita, promovida pela comunidade boliviana em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva exaltou o boliviano Evo Morales e pediu esforços pela integração da América Latina. Lula chamou a integração latino-americana de "sonho que não é fácil de realizar" e defendeu o fortalecimento das relações do Brasil com a Bolívia e com os países do Mercosul e da Unasul. "Aí nós iremos construir uma nação latino-americana forte com o povo vivendo em harmonia, trabalhando, estudando, tendo acesso à cultura", disse Lula.

As vitórias recentes de Dilma Rousseff e de Evo Morales nas eleições presidenciais também foi lembrada. "Não apenas a vitória da presidenta Dilma aqui no Brasil me deixou alegre. Me deixou alegre o Evo ser o presidente mais bem votado da história da Bolívia. É importante a gente aqui gritar muito alto: 'Viva, Evo Morales'", gritou o presidente, ao que o público respondeu igualmente 'Viva'.

Lula elogiou o trabalho do correligionário Fernando Haddad, prefeito de São Paulo, e de Rogério Sottili, secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo que será substituído por Eduardo Suplicy. "Enquanto o PT governar (a cidade de) São Paulo e o Brasil, boliviano será tratado como brasileiro", disse Lula, muito aplaudido.

O ex-presidente se recusou a falar com a imprensa durante o tempo em que esteve no Parque Dom Pedro II. Em todas as tentativas dos jornalistas, Lula se esquivou. "O Haddad vai chegar, vocês perguntem para o Haddad. Ele é que é autoridade municipal", disse Lula descontraído.