• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ciro Gomes diz ter 'confiança cega' em Carlos Lupi

  • COMPARTILHE
Política

Ciro Gomes diz ter 'confiança cega' em Carlos Lupi

Ciro Gomes, confrontou a afirmação do apresentador William Bonner de que o presidente de seu partido, Carlos Lupi, é réu em um processo no Distrito Federal

Na verdade, Lupi é réu em ação civil por improbidade administrativa na Justiça Federal do Distrito Federal (Foto/reprodução)

Em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, na noite de ontem, candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, confrontou a afirmação do apresentador William Bonner de que o presidente de seu partido, Carlos Lupi, é réu em um processo no Distrito Federal e reafirmou a confiança total no dirigente. "Carlos Luppi tem minha confiança cega", disse Ciro.

O candidato respondia a uma pergunta de Bonner sobre a possível contradição entre seu discurso de combate à corrupção e o fato de ter dito que Lupi pode ter "o cargo que quiser" em um eventual governo do PDT - o apresentador listou as pendências do dirigente com a Justiça: inquérito do Ministério Público Federal por compra de apoio no governo Dilma Rousseff, acusação de receber R$ 100 mil em propina no esquema do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, uma recomendação de demissão por parte da Comissão de Ética Pública e o fato de ser réu em um processo na Justiça do Distrito Federal.

"Tenho certeza que ele é um homem de bem. Réu ele não é", disse Ciro. "Estou lhe dizendo que ele é réu", rebateu Bonner.

Na verdade, Lupi é réu em ação civil por improbidade administrativa na Justiça Federal do Distrito Federal. A ação corre na 6.ª Vara de Brasília. A acusação foi oferecida em 2012 e aceita em 2015. O caso remonta à gestão de Lupi no Ministério do Trabalho, na primeira gestão Dilma.

Lupi e a assessoria do PDT foram procurados depois da entrevista mas não atenderam às ligações. Ciro se comprometeu a fazer esclarecimentos em sua página na internet.

Além de reiterar a confiança em Lupi, Ciro defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, registrado como candidato pelo PT, que cumpre pena em Curitiba por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. "Para mim o Lula não é um satanás como certos setores da imprensa e da opinião brasileira pensam e também não é um Deus, anjo como certos setores metidos a religiosos do PT pensam", disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.