• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ex-prefeito Neucimar Fraga tem bens bloqueados após decisão da Justiça

  • COMPARTILHE
Política

Ex-prefeito Neucimar Fraga tem bens bloqueados após decisão da Justiça

A decisão foi tomada pela 3ª vara da Fazenda Pública de Vitória, após pedido de liminar do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES)

Neucimar é pré-candidato a prefeito de Vila Velha nas próximas eleições. Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Vila Velha Neucimar Fraga (PSD), pré-candidato na disputa pelo Executivo nas próximas eleições, teve os bens bloqueados pela Justiça como parte de uma ação civil de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES).

Além dele, também tiveram os bens bloqueados a ex-secretária municipal de Educação, Wanessa Zavarese Sechim, o ex-secretário municipal de Administração, Saulo Rodrigues, e outras cinco pessoas e empresas. O valor chega ao total de R$ 3,6 milhões.

A decisão, tomada pela 3ª Vara da Fazenda Pública de Vitória, diz respeito a um contrato de compra de 99,7 mil uniformes escolares em 2012, que foi anulado pela Prefeitura de Vila Velha após terem sido identificadas notas fiscais falsas nos documentos apresentados pela empresa vencedora da licitação.

Além disso, o MPES identificou, posteriormente, que havia graus de parentesco entre os integrantes da primeira e da segunda empresa classificadas no processo licitatório.  

Neucimar Fraga afirmou à reportagem que a própria prefeitura percebeu a falsificação dos documentos da então primeira colocada, denunciou o caso ao MPES e, conforme orientação da procuradoria, cancelou o contrato firmado e chamou a segunda colocada no processo. Entretanto, no despacho emitido pelo juiz responsável, o magistrado afirma que o MPES não tinha registro dessa denúncia.

"Não tinha conhecimento da relação entre as duas empresas. É uma coisa que não tenho como saber porque o processo de licitação foi feito pela Secretaria de Educação. Eu só assinei", disse. "AInda não tive acesso ao processo porque não fui notificado, mas o MP pediu previamente o bloqueio dos bens até que se apure as denúncias e que seja dado o amplo direito de defesa dos citados", comentou o ex-prefeito. 

Os ex-secretários Wanessa Zavarese Sechim e Saulo Rodrigues foram procurados, mas não atenderam as ligações.