• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dois meses depois, bebê de mulher baleada em Jacaraípe quando estava grávida recebe alta

Geral

Dois meses depois, bebê de mulher baleada em Jacaraípe quando estava grávida recebe alta

A Polícia Civil informou que nenhum suspeito foi localizado. O caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher

Foto: TV Vitória

A professora Priscila do Nascimento, de 32 anos, pensou que teria a gestação ou mesmo a vida interrompida quando foi vítima de um tiro de bala perdida durante um assalto em Jacaraípe, na Serra, no mês de março. Agora, mais de dois meses após o susto, mãe e filha, a pequena Laura, estão em casa e passam bem.

Na ocasião, Priscila estava completando 31 semanas de gravidez, quando sentiu uma pressão na barriga e, segundos depois, percebeu que tinha levado um tiro, que atingiu as costas e atravessou a barriga. Enquanto esperava pelo socorro médico, ela chegou a acreditar que perderia o bebê.

Já no hospital, Priscila precisou passar por uma cesariana de emergência, além de uma série de cirurgias para reconstituição dos órgãos atingidos pela bala. Além dos procedimentos médicos, ela teve que esperar três dias para conhecer a filha e saber, de fato, qual era o estado de saúde da bebê.

Em casa, com a filha saudável, Priscila relata que não guarda nenhum ressentimento e diz que enxerga o que aconteceu como um verdadeiro milagre.

"Foi um susto, agora quero retomar minhas atividades, cuidar dela, acompanhar o crescimento da Laura. Daqui para frente é só alegria", afirma.

O crime

O crime aconteceu no dia 9 de março. Na ocasião, Priscila estava com o avô, passeando pela Orla de Jacaraípe. Segundo a Polícia Civil, o tiro veio da arma de um criminoso, que estaria assaltando um estabelecimento comercial no local. A Polícia Civil informou que nenhum suspeito foi localizado. O caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).