• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cachorro agredido em Cachoeiro receberá alta e será encaminhado para adoção

Geral

Cachorro agredido em Cachoeiro receberá alta e será encaminhado para adoção

Ainda sem definição para a adoção, o animal não irá para o Centro de Controle de Zoonoses do município, e caberá à clínica e o plano de saúde escolherem com quem ‘Ambrósio’ ficará

Ambrósio receberá alta da clínica veterinária no fim deste mês e ainda não foi definido o novo lar do cachorro Foto: ​Alissandra Mendes

O cachorro agredido pela própria dona no bairro Boa Vista, em Cachoeiro, em 28 de julho deste ano, que sofreu e esteve entre a vida e a morte, receberá alta da clínica veterinária até o fim de setembro. No entanto, o futuro de ‘Carlos Ambrósio’ ainda é indefinido. Ainda sem um novo lar, o animal não tem para onde ir quando terminar o tratamento. 

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Cachoeiro, o animal não irá para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) após o tratamento. Ele está sob a responsabilidade do veterinário, que cuida do tratamento. Ainda, de acordo com a assessoria, o papel do CCZ foi levar o cachorro com o veículo oficial até a clínica, onde permanece internado. 

Os outros dois cachorros, recolhidos da residência de Cremilda estão no CCZ. A Prefeitura já solicitou ao Ministério Público uma orientação legal para que os critérios de adoção sejam definidos, já que os cachorros, assim como o ‘Ambrósio’, legalmente, pertencem à idosa. 

Desde o dia das agressões, ‘Ambrósio’ recebe os cuidados do médico veterinário Marcos Lesqueves. Todo o tratamento do cachorro foi custeado pelo plano de saúde Petsalut, que custeará até o fim todos os exames, consultas e vacinas do ano, com abrangência nacional.

Por meio de nota, o plano de saúde informa que ‘Ambrósio’ está sim, sob a guarda do veterinário Marcos Lesqueves, e que está sendo cuidado pela clínica Cara de Cão e Petsalut. Quando o cão receber alta neste mês, estará disponível para os trâmites legais da adoção que envolvem o grupo que cuida do cão: clínica veterinária Cara de Cão, Ongs e protetores, deputada Janete de Sá, CCZ, e Ministério Público.

O cachorro está internado em uma clínica particular de Cachoeiro depois de ter agredido pela dona Foto: ​Divulgação/Tudo Comunica Tudo

Agressão e homenagem

‘Ambrósio’ foi agredido com um pedaço de pau por Cremilda da Silva Conceição Caetano, de 62 anos, na rua. O vídeo em que a idosa aparece espancado o cachorro foi gravado e postado por um vizinho e já teve mais de 17 milhões de visualizações. ‘Carlos Ambrósio’ chegou à clínica com trauma-crânio-encefálico, com perfuração em um dos olhos e estava inconsciente.

O nome foi escolhido pelo veterinário e é uma homenagem ao biomédico que doou todos os exames do ‘Ambrósio’. Ele é um dos que têm interesse em adotar o cachorro.

No último dia 19, Cremilda foi ouvida na CPI dos Maus-Tratos aos Animais e disse que não quer ficar com ‘Ambrósio’. Ainda, durante os depoimentos, foi pedido que o cachorro não seja adotado por vizinhos da idosa e nem por familiares.