• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após paralisação e protestos, pacientes e sindicato ainda reclamam de superlotação em hospitais da GV

Geral

Após paralisação e protestos, pacientes e sindicato ainda reclamam de superlotação em hospitais da GV

Depois de dois dias de paralisação de advertência, feita pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde no Espírito Santo (Sindsaúde-ES), os problemas nos hospitais continuam

Atendimento deveria voltar ao normal nesta quarta-feira (12) Foto: Reprodução/TV Vitória

Após a paralisação dos profissionais do Hospital Estadual Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha, e da manifestação dos médicos no Hospital Infantil de Vitória, o atendimento à população deveria voltar à normalidade. Deveria. Pacientes e funcionários, porém, ainda reclamam das estruturas dos hospitais.

No Dia das Crianças, nesta quarta-feira (12), o movimento no Hospital Antônio Bezerra de Faria foi intenso. A superlotação ainda é problema, segundo pacientes.

O hospital só voltou a funcionar normalmente nesta quarta-feira (12), depois de dois dias de paralisação de advertência, feita pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde no Espírito Santo (Sindsaúde-ES), mas os problemas continuam.

“Está muito perto de chamarmos uma greve geral por condições de atendimento porque estamos chegando ao limite e não estamos conseguindo atender a demanda de toda a rede estadual de saúde”, afirma o diretor do Sindsaúde-ES,  Valdecir Gomes.

Outra unidade que teve problemas denunciados esta semana foi o Hospital Infantil de Vitória. Médicos chegaram a realizar uma manifestação. Os motivos alegados são a superlotação e a falta de médicos.

A situação foi denunciada pelo Conselho Regional de Medicina no Espírito Santo (CRM-ES) e o Sindicato dos Médicos do Espírito Santo (Simes), na última terça-feira (11). Depois da denúncia de superlotação, o Governo do Estado se comprometeu a transferir pacientes.

Em nota, a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) informou, apenas, que o Hospital Antônio Bezerra de Faria é referência em ortopedia, cirurgia geral e clínica geral. Que conta com profissionais dessas especialidades de plantão 24 horas. Outras especialidades, como urologia, dão suporte ao atendimento diariamente.