• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vítima de acidente em plataforma é enterrada na Serra

Geral

Vítima de acidente em plataforma é enterrada na Serra

O acidente aconteceu na última quarta-feira (11), quando uma parte do navio-plataforma Cidade de São Mateus explodiu e deixou cinco pessoas mortas

Parentes e amigos foram prestar a última homenagem  Foto: TV Vitória

O dia que deveria ser de alegria foi de tristeza. Foi enterrado na manhã desta sábado (14), em Laranjeiras, na Serra, Heleno Silva Castelo, de 31 anos, vítima do acidente que aconteceu no navio-plataforma Cidade de São Mateus, na última quarta-feira (11). Heleno desembarcaria da plataforma e voltaria para casa neste sábado. Ele foi um das cinco pessoas que morreram no local. 

Heleno fez o último contato com a família momentos antes do acidente. A esposa recebeu a notícia da morte por telefone. Sobreviventes contaram para a família que a vítima estava longe da casa de bombas. Segundo o cunhado dele, o socorro às vítimas e a assistência às famílias deixou a desejar.

Quatro pessoas continuam desaparecidas. Em nota a Petrobrás informou que as buscas não serão interrompidas para o Carnaval. O Corpo de Bombeiros está de prontidão desde a última sexta-feira (13), mas aguarda procedimento de esvaziamento de compartimentos do navio para retomar os trabalhos de busca.

Quatro corpos de vítimas do acidente foram liberados na última sexta-feira, e um ainda aguarda identificação. Entre os seis feridos, dois continuam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e um teve alta.

Desaparecidos

Além dos cinco mortos confirmados até o momento, outras quatro pessoas continuam desaparecidas. De acordo com a BW Offshore, empresa que administra a plataforma em conjunto com a Petrobras, as buscas a essas vítimas foram retomadas na tarde desta quinta-feira, após serem interrompidas, por motivos de segurança, durante a madrugada.

A procura pelas vítimas estão sendo feitas por dez homens do Corpo de Bombeiros e dois tripulantes da embarcação. Além disso, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES), enviou cerca de 400 homens, três navios e três aeronaves para reforçar as buscas pelos desaparecidos.

Explosão é a 3ª maior

A explosão do navio-plataforma FPSO Cidade de São Mateus, localizado em Aracruz, ocorrida na quarta-feira (11), é o terceiro maior acidente desse tipo em plataformas da Petrobras. O maior ocorreu em 16 de agosto 1984 no poço 33 do campo de Enchova, na Bacia de Campos (RJ), quando morreram 37 pessoas e 23 ficaram feridas. O acidente começou quando houve um vazamento de gás de um poço que estava sendo perfurado. O vazamento provocou incêndios com chamas atingindo até 20 metros de altura e a queda da torre de perfuração.